Saiba como funciona a Inteligência artificial e de qual maneira ela pode ajudar sua empresa.– Digital Land

Inteligência artificial: como funciona e de qual maneira pode ajudar sua empresa

Inteligência artificial: como funciona e de qual maneira pode ajudar sua empresa
"Apróx. 10 min de leitura".

O que você pensa sobre Inteligência Artificial (IA)? Muitas pessoas ficam confusas ao esboçar uma opinião, enquanto outras ainda têm receio, simplesmente porque desconhecem as capacidades e os limites das máquinas.

Apesar disso, não é segredo para ninguém que a tecnologia pode ajudar em diversos processos, especialmente dentro de empresas. Nesse sentido, a IA também pode ser uma grande aliada dentro das estratégias digitais do seu negócio.

Não sabe como? Elaboramos este post completo para você dominar o assunto. Confira!

 

O que é inteligência artificial

A inteligência artificial já é considerada, há décadas, o passo que pode modificar a forma como vivemos. Algumas pessoas chegam a afirmar que será uma mudança tão drástica quanto foi a descoberta do fogo ou a invenção da imprensa.

Atualmente, estamos vivendo o que seria a fase inicial de uma computação cognitiva, em que o computador não apenas segue o script para o qual foi programado, mas tem capacidade de fazer escolhas.

De maneira resumida, a IA se refere ao ensino e ao treino de máquinas usando modelos de redes neurais que imitam o funcionamento do cérebro humano, incluindo a detecção, o reconhecimento e a percepção de informações e objetos.

 

Como a inteligência artificial funciona

A combinação de tecnologias presentes nos processos de IA garante a melhor experiência aos usuários. Os sistemas aprendem com as informações que possuem — quanto mais variados e numerosos forem os dados, maior é a aprendizagem.

A IBM, por exemplo, analisou mais de 5 milhões de tweets publicados durante os jogos do Brasil na Copa das Confederações. A partir de um levantamento tão extenso, foi possível ter uma visão bastante clara do sentimento dos usuários ao longo das partidas.

Na prática, o desenvolvimento de mecanismos com inteligência artificial funciona a partir de tecnologias que conseguem raciocinar e solucionar problemas por meio da alimentação de dados.

 

IA em nossas mãos

De modo geral, a inteligência artificial se concentra em diversos ramos, como a Robótica, a Internet das Coisas (IoT) e o Large-scale machine learning (aprendizado de máquinas em grande escala), que trabalha com banco de dados extensos, o chamado Big Data.

Por mais que tudo isso pareça coisa do futuro, há diversos exemplos de utilização de IA em nosso dia a dia:

  • corretores ortográficos dos smartphones;
  • auxílio do relacionamento com os sistemas operacionais como a Cortana e a Siri;
  • data security ou programas de segurança de dados na internet;
  • identificação de rostos nas imagens do Facebook;
  • previsão de rotas em tempo real realizada pelo Waze;
  • sugestões de preenchimento oferecidas pelo Google durante uma pesquisa.

As aplicações, porém, não estão restritas a aplicativos, funcionalidades de smartphones e redes sociais. Elas inclusive favorecem a convergência midiática, uma vez que a informatização está presente em todas as áreas.

Na medicina, por exemplo, ela é utilizada para controle e alertas de doenças por meio de evidências científicas baseadas em estatísticas e probabilidades, que auxiliam na obtenção de diagnósticos e na antecipação de tratamentos.

Ainda que estipular datas possa não ser algo confiável, há pesquisadores que acreditam que em 2045 a capacidade das máquinas já será poderosa, superando a do cérebro humano e evoluindo progressivamente.

Isso revolucionará a maneira como lidamos com todos os serviços. Até lá, temos quase trinta anos para aproveitar os benefícios dessa fase de transição.

 

Aplicações nas empresas

Com dados em mãos, é possível analisar qualquer informação desejada, incluindo sentimentos quanto a marcas, personalidades, comportamentos, políticas e produtos.

Dessa maneira, a partir de um acompanhamento, você conseguiria até mesmo saber quando uma mulher está na TPM. Simplesmente analisando a variação do que foi publicado por ela! Você já imaginou poder usar esse tipo de segmentação em suas campanhas?

Essa e outras funcionalidades já fazem parte do mundo do trabalho e das empresas.

 

Aplicativos inteligentes

Os aplicativos nativos, web ou híbridos também são favorecidos pela IA, otimizando atividades da rotina de trabalho e automatizando tarefas diárias.

Eles se concentram na análise de dados e interfaces imersivas, personalizadas de acordo com as necessidades da empresa. São exemplos os servidores de e-mails que priorizam tópicos, os softwares de gestão e as ferramentas de segurança digital.

 

Assistentes pessoais e robôs

Os assistentes pessoais virtuais (VPs) fazem parte do cotidiano de muita gente e não é diferente dentro das empresas. Eles conseguem resolver tarefas simples e auxiliar na programação diária e na previsão de execução.

Outra grande sacada são os chatbots ou robôs de chat, que aprendem com exemplos do atendimento humano e conseguem passar informações, realizar ações e tirar dúvidas dos consumidores automaticamente.

 

Sistemas conversacionais

Os sistemas conversacionais, como o nome indica, conseguem dialogar com o usuário por meio da análise de comportamento ou da conversa bidirecional.

São modelos que conseguem identificar padrões, por meio de interações visuais, táteis, sonoras etc, e se adaptar às necessidades do usuário, facilitando a execução de tarefas.

 

Plataformas de tecnologia digital

Para melhorar a presença digital da empresa, as plataformas costumam integrar sistemas de informação, análise e inteligência, IoT e ecossistemas empresariais.

A malha tecnológica digital otimiza o processo de gestão do consumidor, pois otimiza o portfólio de produtos, as soluções para experiência do cliente e as estratégias de marketing.

 

Computação na nuvem

A possibilidade de guardar informações com segurança, inteligência e praticidade é um dos trunfos do armazenamento de dados em nuvem, que já faz parte do cotidiano de empresas nos diversos segmentos.

Com informações cada vez mais depuradas, a IA favorece os sistemas de cloud computing, uma vez que os processos e as ferramentas são atualizados de forma contínua e segura com sistemas de recuperação automatizados.

 

Os benefícios que a inteligência artificial pode trazer

Os benefícios já podem ser vistos no presente, e o prognóstico para o futuro com a continuação da transformação digital é ainda melhor. Tanto no uso pessoal quanto empresarial, a inteligência artificial amplia possibilidades e melhora processos.

 

Precisão na análise de dados

A IA é capaz de entender, com mais precisão, quais os interesses de um cliente em determinado produto, além de quando e como isso ocorre.

Mais do que isso, a inteligência artificial tem se mostrado eficiente para compreender eventos e demonstrar suas causas, a partir do estudo do comportamento do consumidor.

Dessa maneira, além de interpretar qual é a personalidade dos usuários, será cada vez mais útil perceber suas variações com o tempo e propor soluções.

 

Uso de bots

Se você quer usar soluções de IA em sua empresa imediatamente, o uso de bots é muito interessante. Com eles, é possível automatizar a interação com o suporte da empresa, fornecendo as melhores informações com base no interesse do usuário.

A capacidade dos bots é tão grande que o polêmico jogo “A Baleia Azul” pode estar ligado a eles. Mas, para além das possibilidades, entrando em questões confirmadas, o bot utilizado pela Microsoft foi capaz de opinar em questões de política e religião, além de fazer montagem de fotos.

Se tamanha repercussão foi causada pelo uso de robôs, imagine como eles conseguem maximizar sua relação com os clientes.

 

Otimização de vendas

Especialmente ligada à segmentação de público, a IA favorece sua estratégia de anúncios programados, porque dispõe de mecanismos que analisam tendências e operam com assertividade.

Todo os setores de uma empresa se beneficiam das novas tecnologias, mas em vendas os resultados são extremamente nítidos, especialmente no que se refere à consolidação de estratégias.

Com a IA, é possível definir não apenas quais são as melhores parcerias, mas também o método de aplicar métricas adequadas, baseadas na análise do banco de dados da empresa.

Dessa forma, não há perda de tempo com recursos que oferecem baixa probabilidade de conversão em vendas, aumentando o potencial do seu negócio.

 

Menores custos operacionais

Cabe lembrar que os recursos da inteligência artificial integrados ao cotidiano das pessoas e das empresas necessitam de um investimento muito baixo se comparados a outros tipos de estratégias.

Um sistema de armazenamento em nuvem, por exemplo, pode até ser encontrado gratuitamente. Plataformas de tecnologia digital são implementadas a custos variáveis, normalmente bem acessíveis para a maior parte das corporações.

Além disso, investir em IA significa contar com processos mais precisos. Com a redução de erros e o aumento da produtividade nas rotinas da empresa, os custos operacionais tendem a reduzir significativamente.

 

Automatização de processos

Uma parte considerável das tarefas de uma empresa pode ser automatizada com o avanço dos recursos da IA, incluindo a elaboração de relatórios, a segmentação de público, a definição de estratégias de anúncios pagos, a previsão de tendências etc.

A automação contribui para a comodidade, a redistribuição de prioridades na gestão e a execução de atividades com mais precisão. É preciso considerar que processos robotizados são, em sua maioria, mais rápidos e corretos do que os humanos.

Isso porque tarefas realizadas mecanicamente, especialmente com alto grau de detalhe ou repetitivas, tendem a ser negligenciadas com o passar do tempo, pois não há como negar a influência de cansaço, perda de atenção e variações de humor na apresentação de resultados.

 

Relacionamento mais eficiente com os clientes

Por fim, os maiores benefícios que a IA pode proporcionar dentro de uma empresa se referem à experiência do cliente e à comunicação entre empresa e consumidor.

De forma geral, os recursos tecnológicos inteligentes melhoram o CRM (Customer Relationship Management), ou seja, a gestão de relacionamento com o cliente, pois contribuem para a rapidez e precisão dos serviços, além de garantirem uma estratégia personalizada do início ao fim.

Isso vem desde a conectividade e integração de informações da empresa, que garantem a tomada de decisão estratégica. Depois, as análises de comportamento e dados preditivos contribuem para a oferta de produtos para o cliente certo, na hora certa.

No final, recursos como chatbots e plataformas digitais possibilitam uma experiência facilitada para o usuário, que tem suas expectativas atendidas e mais satisfação nas diferentes etapas do processo de aquisição de um produto ou serviço.

As mudanças são rápidas e é preciso acompanhá-las, especialmente no relacionamento com seus clientes. Para garantir a melhor experiência a eles, é necessário levar inovação para dentro da empresa — e uma das principais formas de se fazer isso é apostando na inteligência artificial.

Quer melhorar ainda mais o seu desempenho no mercado? Então aproveite a visita e confira nosso post sobre como otimizar as taxas de conversão do seu negócio!

Related Posts

share
× Posso Ajudar?