Como a metodologia Lean auxilia na melhoria de processos? -– Digital Land

Como a metodologia Lean auxilia na melhoria de processos?

Como a metodologia Lean auxilia na melhoria de processos?
"Apróx. 6 min de leitura".

Não importa o segmento em que está inserido ou as particularidades do negócio: todo gestor busca soluções para potencializar a produtividade da empresa. Esse movimento não tem a ver apenas com o aumento do volume de produção, mas também com a qualidade de execução dos processos internos.

Caso tais objetivos sejam atingidos, é viável adotar um sistema operacional muito mais sustentável, reduzindo gastos desnecessários. Isso é possível com a eliminação de qualquer esforço produtivo que não resulte na geração de valor para o consumidor final — ação que, aliás, dá nome ao assunto deste conteúdo.

Trata-se da metodologia Lean, termo em inglês usado para se referir a algo que dispensa excessos. Quer saber mais sobre essa ideia, conhecer seus benefícios e entender como aplicá-la em sua empresa? Continue lendo e descubra!

Qual é a origem da metodologia Lean?

O surgimento da metodologia Lean ocorreu muito antes de sua popularização. A pessoa apontada como responsável pelo seu desenvolvimento foi Eiji Toyoda, um dos grandes executivos da montadora de carros japonesa Toyota.

Eiji buscava soluções para impulsionar a produção da companhia, especialmente perante as dificuldades do período após a Segunda Guerra Mundial. Nesse processo, o empresário chegou a visitar a fábrica da Ford em Detroit, então considerada a mais produtiva do planeta.

Reunindo os insights coletados com seus estudos, Toyoda revolucionou o sistema de produção não apenas da empresa, mas de todo o país. No ocidente, a ideia só se popularizou nos anos 90, após o lançamento do livro “A Máquina que Mudou o Mundo”, escrito por James Womack. A obra trouxe um estudo aprofundado sobre as práticas implementadas na Toyota sob a supervisão de Eiji.

Mais recentemente, em 2011, a metodologia Lean ganhou novo fôlego, especialmente no cenário do Vale do Silício. Isso porque o livro “Lean Startup” foi publicado por Eric Ries e muito aclamado pelo público. Seu conteúdo foca nas práticas necessárias para gerir uma startup com agilidade e eficiência.

Como a metodologia funciona na prática?

A origem você já conhece, mas o que é essa metodologia que revolucionou a indústria mundial, afinal? Para entender, é preciso ter em mente que não estamos falando de uma ferramenta que pode ser usada quando convém. Mais do que isso, trata-se de uma espécie de filosofia com dois objetivos claros: gerar valor ao cliente e reduzir desperdícios.

Sendo assim, é preciso elaborar seus projetos pensando em atingir essas duas metas. A primeira depende da identificação daquilo que realmente importa para o consumidor e, portanto, só pode ser alcançada a partir de um conhecimento profundo sobre suas características, preferências, dores ou motivações.

Para facilitar o entendimento sobre a metodologia Lean, separamos alguns conceitos que a compõem. A seguir, vamos apresentar seus nomes originais e passar algumas informações sobre eles.

Just in time

A ideia do “just in time” é um dos pilares da metodologia Lean e se mostra extremamente relevante no cenário atual. O conceito pode ser entendido como um esforço para produzir apenas o necessário, sem a criação de grandes estoques. Esta é, portanto, uma prática muito eficaz para a logística de e-commerces.

Jidoka

Trata-se da automatização dos processos. A ideia parte do princípio de que as máquinas cometem muito menos erros do que os humanos, o que as torna mais confiáveis para a execução de processos com padrões previamente estabelecidos.

Takt Time

Aqui, o elemento principal é focar na real demanda dos consumidores. Isso significa que sua empresa não vai desenvolver um produto e, depois, tentar convencer o público a comprá-lo. O objetivo é justamente o contrário: produzir apenas itens que vão chegar para suprir alguma necessidade dos clientes.

5S

O 5S é um conjunto de princípios voltados à qualidade total de produção. Como foi criado no japão, os cinco itens que o compõem têm nomes nipônicos, como mostramos abaixo:

  • seiri (utilização): diminuir desperdícios;
  • seiton (organização): otimizar o espaço;
  • seiso (limpeza): implementar rotinas de limpeza;
  • siketsu (padronização e saúde): prezar pela saúde dos colaboradores;
  • shitisuke (disciplina): promover a colaboração e constante melhoria de equipes.

Quais são os benefícios de sua aplicação?

Se você chegou até aqui, já deve ter uma ideia das vantagens proporcionadas pela aplicação da metodologia Lean. Para começar, como mostramos, ela é focada na diminuição de desperdícios — o que resulta na considerável redução dos gastos envolvidos em todo o processo de produção, naturalmente.

Pense, por exemplo, na ideia de produzir itens apenas de acordo com aquilo que o consumidor necessita. Alcançar esse patamar representa uma diminuição drástica dos esforços necessários para alavancar a publicidade de um produto, já que, como precisa dele, o público pode ser convencido mais facilmente.

Além disso, como preza pela otimização do ambiente de trabalho e adoção das práticas mais eficientes pelos colaboradores, a metodologia melhora a qualidade dos produtos e serviços oferecidos. Em médio e longo prazo, trata-se de uma excelente forma de construir um público consumidor ativo e fidelizado.

O que fazer para implementar a metodologia Lean?

Caso queira implementar a metodologia Lean em sua empresa, lembre-se de que estamos falando de uma filosofia, o que cria a necessidade de inseri-la diretamente na cultura organizacional. Portanto, para começar, envolva os gestores e colaboradores no processo, transmitindo a importância desse mindset.

Para que tudo dê certo, é claro que você precisa realmente entender as características da sua empresa, já que a metodologia não é uma fórmula mágica. Entenda as principais carências e necessidades do seu processo produtivo, defina objetivos claros e utilize métricas para mensurar o desenrolar da otimização.

Outro passo importante é compreender que cabe ao consumidor colocar o valor de seus produtos. Logo, é preciso produzir sob um viés de alta adequação às necessidades do público, incluindo o volume da demanda. Dessa forma, você vai diminuir os esforços desnecessários e focar apenas no que pode de fato trazer resultados positivos ao negócio.

Por fim, mas não menos importante, mantenha em mente que uma produção enxuta deve se manter em contínuo processo de otimização. Isso requer um monitoramento constante e intervenções de acordo com a identificação de falhas ou espaços para melhoria.

A metodologia Lean é uma abordagem que, se bem executada, pode elevar notavelmente o nível de competição da sua empresa no mercado. A aplicação de seus princípios permite a redução de gastos, o aumento da produtividade e, finalmente, a criação de relações lucrativas com os consumidores.

E aí, pronto para aplicar a metodologia Lean no seu empreendimento? Quer ficar por dentro de mais conteúdos como este? Siga nossas redes sociais! Estamos no Facebook, Twitter e LinkedIn.