Objective Key Results (OKR): o que são e como defini-las? -– Digital Land

Objective Key Results (OKR): o que são e como defini-las?

Objective Key Results (OKR): o que são e como defini-las?
"Apróx. 7 min de leitura".

Você, constantemente, sente que não consegue fazer com que o seu time apresente resultados? Será que as metas impostas pela gerência não são muito audaciosas? Os seus colaboradores opinam sobre como podem ajudar na obtenção dos resultados com o seu trabalho? Se você acha que isso é inviável, precisa conhecer os Objectives and Key Results.

A metodologia já contribui para o crescimento de grandes empresas há mais de 20 anos e a boa notícia é que pode ser aplicada, relativamente, sem muito esforço e investimentos em companhias de qualquer porte e de todos os nichos.

Neste artigo, explicamos a relevância dos OKRs, o conceito e boas dicas para aplicar a metodologia com sucesso na sua empresa. Se interessou? Então, acompanhe!

A importância de entender o tema

Quando você precisa criar alcançar um objetivo na empresa, como lançar um novo produto ou aumentar a satisfação do cliente, é comum que as atividades sejam realizadas sem rigor, prazos ou metas? Se sim, você, constantemente, deve enfrentar problemas gerenciais e, inclusive, não obter os resultados esperados.

Fazer uma gestão com base em dados, metas e objetivos bem definidos faz toda a diferença. Existem algumas metodologias na área de administração de empresas e uma delas, a OKR, é aplicada em grandes marcas — já provando que gera bons resultados, independentemente do nicho e porte da companhia.

É importante que você entenda porque o assunto é tão relevante e como o método exige comprometimento e interesse real de todas as pessoas e departamentos da organização. E isso não quer dizer que sempre haverá um aumento de atividades, embora a ideia também seja propor desafios. A metodologia, na verdade, ajuda a equipe a entender as prioridades da companhia, elevar sua produtividade e, até mesmo, reduzir o estresse ocupacional.

O conceito de OKR

Em bom português, Objectives and Key Results quer dizer “Objetivos e Resultados-Chave” e a metodologia não é tão diferente do conceito de resultados esperados e metas. Tal conceito é baseado no método Administração por Objetivos (APO) do guru de marketing e escritor Peter Drucker, que defendia a ideia de que equipes produzem mais se, de tempos em tempos, puderem avaliar os avanços obtidos.

Foi na Intel, no entanto, que os OKRs surgiram e, logo depois, foram aplicados ao Google, quando a empresa era bem pequena, com cerca de 40 colaboradores. Foi, então, que o conceito se popularizou e hoje é uma metodologia comum na gestão de outras grandes marcas, como Twitter, LinkedIn e Spotify.

Basicamente, os OKRs são um conjunto de objetivos inter-relacionados entre os departamentos de uma empresa que contribuem para a sua estratégia em um determinado período. Isto é, define-se o que se deseja alcançar e as metas para conseguir o sucesso.

Se você já ouviu falar em Key Performance Indicators (KPIs), esse novo conceito pode parecer idêntico, mas não é verdade. Os KPIs são indicativos dos resultados de uma estratégia, enquanto que os OKRs são mais amplos e definem meios para que os objetivos sejam alcançados.

Você pode, por exemplo, acompanhar suas campanhas e notar que obteve um Retorno sobre o Investimento (ROI) de 200%, mas esse é um objetivo? Não, esse é um indicativo. Um resultado possível, relacionado a isso, seria aumentar as vendas da empresa — com um verbo no infinitivo, como geralmente se utiliza na metodologia OKR.

A forma de implementar o OKR

Agora que você já sabe o conceito, pode estar se perguntando como aplicar o Objectives and Key Results e unir a sua equipe para alcançar o sucesso esperado. Basicamente, você precisará de três elementos:

Objetivos

Devem ser curtos, qualitativos e motivacionais, embora desafiadores para a equipe. Além disso, precisam ser muito simples, para que todos entendam e, de modo ideal, não devem ser mais do que 5. Uma boa prática é deixar que pelo menos 60% dos objetivos sejam definidos pelos próprios colaboradores da empresa, que indicarão o que podem fazer para se superarem.

Resultados-chave

Devem ser quantitativos, mensuráveis e ter números. Recomenda-se que sejam poucos, de 2 a 5. Eles indicarão cada etapa que a empresa dá rumo ao objetivo.

Mensuração

É preciso definir um ciclo de acompanhamento das metas, para verificar se os objetivos são atingíveis e propor mudanças, se necessário. Geralmente, os OKRs são definidos em um plano de 12 meses com acompanhamentos curtos semanais e reuniões trimestrais para verificar os rumos gerais do projeto. Essa dinâmica ajuda a evitar gastos e atrasos.

É importante notar que os OKRs devem ter foco na geração de atividades — e não em atividades. Você pode atribuir objetivos e metas para todos os níveis da empresa (estratégico, tático e operacional), e até definir períodos de mensuração diferentes, mas não deve ser específico a ponto de dizer como cada um fará o seu trabalho.

Outra iniciativa muito importante é evitar vincular os OKRs com remunerações e promoções. Isto é, não fazer com que as pessoas percam incentivos caso não alcancem seus objetivos, pois isso pode gerar um clima de desconfiança se os próprios colaboradores não colocarem metas desafiadoras (lembre-se de que eles precisam participar do processo).

A influência dos Objective Key Results na gestão e na comunicação de uma empresa

Já discutimos sobre o porquê de aplicar a metodologia OKR na gestão de uma empresa e de como grandes marcas confiam na estratégia. No entanto, uma visão mais sistêmica de todos os setores da empresa e de como o trabalho em conjunto contribui para o sucesso não é o único benefício que você, certamente, ganhará.

Uma vantagem que, provavelmente sentirá (se souber incluir a sua equipe na discussão e agir com transparência) é o aperfeiçoamento da comunicação interna, a valorização da cultura da empresa e o alto desempenho da equipe, que deverá se sentir mais motivada, ágil, produtiva e muito menos estressada.

A mensuração e adaptação dos OKRs

Não é porque você definiu objetivos e metas no início de um período que precisará, necessariamente, manter as mesmas expectativas. Se você gerencia uma empresa, sabe que as variáveis podem mudar a qualquer instante e a companhia, de modo ideal, deve estar preparada para acompanhar o mercado.

Sendo assim, em cada ciclo de mensuração, se percebeu que as metas estão desafiadoras demais e que, de modo algum, conseguirá alcançar o objetivo seguindo esse caminho, converse com a sua equipe e decida o que fazer, como ajustar.

No entanto, existe também a possibilidade de você e a equipe atribuirem metas muito fáceis — seja por medo do desafio, seja porque a empresa realmente está muito empenhada em obter os objetivos. Nesse caso, se a cada ciclo de mensuração, for notada essa realidade, adapte-se e procure conquistar objetivos ainda mais audaciosos.

E como essa dinâmica gera dados e aprendizado, você pode também atualizar o planejamento estratégico para o ano atual ou o seguinte, sempre em busca de obter o sucesso.

E então, entendeu o que são os Objectives and Key Results (OKRs) e como a metodologia pode ser o que a sua empresa precisa para alcançar as metas e os objetivos esperados?

Se você se sente frustrado por não conseguir apresentar os resultados aos seus superiores ou não consegue inaugurar um novo projeto, siga as dicas apresentadas aqui e trabalhe junto com a sua equipe para alcançar o desejado sucesso, lembrando de fazer mensurações frequentes.

Agora, aproveite que está aqui e saiba mais sobre o assunto baixando o nosso e-book sobre como e por que mensurar sua campanha de marketing.

share
× Posso Ajudar?