Marketing nas redes sociais: o que as marcas não devem fazer online? -– Digital Land

Marketing nas redes sociais: o que as marcas não devem fazer online?

Marketing nas redes sociais: o que as marcas não devem fazer online?
"Apróx. 6 min de leitura".

Ter uma presença online forte hoje é importante para negócios de qualquer nicho, afinal, as pessoas usam a internet para pesquisar sobre produtos e marcas. A participação estratégica, fazendo marketing nas redes sociais, fortalece o posicionamento da empresa. Entretanto, dependendo da ação adotada, mídias tão importantes como Facebook e YouTube podem trazer efeitos negativos.

Neste artigo apresentaremos os principais erros que uma empresa pode cometer. Mantenha seu plano de marketing otimizado e ao usar as redes sociais para atrair, engajar, converter e encantar seu público, fique alerta para oferecer a melhor experiência aos seus usuários. Boa leitura!

 

Manter sempre o mesmo assunto e formato de conteúdo

Imagine que você começa uma campanha postando belas imagens com mensagens motivacionais para aumentar o alcance da marca. Pode ser que a sua audiência até goste disso e você perceba um grande número de likes e compartilhamentos. Entretanto, pode ser que essas sejam apenas métricas de vaidade.

Para que o seu público tenha uma conexão rica e verdadeira com a sua empresa, crie um calendário editorial. Dessa forma, você enriquece com diversidade de temas. Aproveite para definir as datas das entregas e oferecer variedade no formato dos materiais produzidos. Talvez fotos sejam facilmente compartilhadas, mas textos, infográficos, áudios e vídeos são interessantes para entregar conteúdos de qualidade.

 

Ignorar o comentário dos clientes nas suas páginas

As redes sociais são um espaço para engajamento, fortalecimento da marca e, é claro, interações com o público. Se o seu objetivo for criar publicações relevantes ou até polêmicas e instigantes, está no lugar certo. O que não dá para fazer é postar e se esquecer de ouvir e responder o que o público tem a dizer.

Um case de sucesso, de uma empresa que já encontrou a personalidade e tom da marca, interagindo com a audiência, é a Netflix. A marca responde comentários de usuários até notícias falsas, como o caso do filho do Bolsonaro especulando interesse da empresa em produzir um documentário sobre o pai. Tudo sem perder o humor e a educação.

Vale lembrar que a forma como você resolve as reclamações mostra a qualidade da empresa em atender seus clientes. Já no caso de comentários ofensivos, ainda é possível usar outra estratégia. Uma técnica recomendada é esperar que sua audiência se manifeste e responda, protegendo a empresa. Isso estimula a criação dos defensores da marca.

 

Tentar manipular a sua audiência

Nas plataformas digitais a comunicação é multilateral, por isso é muito importante ter ética e, principalmente, não querer manipular o público. O escândalo envolvendo o Facebook nas campanhas presidenciais norte-americanas abalou fortemente a confiança do público com relação à privacidade nesses meios. A questão é que existem muitas formas de atrair seus prospects sem enganá-los.

Existem recursos de neuromarketing, os gatilhos mentais e outras maneiras de engajamento totalmente válidas. Nada de gerar notícias, depoimentos e comentários falsos. Se o público se sentir usado nessa situação, a propagação da imagem negativa pode fugir de controle.

 

Desprezar o poder das mídias pagas

Talvez você já use o inbound marketing destacando o seu negócio para o público certo e alimentando o seu fluxo de nutrição. Assim, você otimiza seu relacionamento, pois apresenta soluções e conteúdos relevantes. Contudo, um detalhe que às vezes passa despercebido e faz toda a diferença para o alcance das suas publicações orgânicas são os anúncios pagos.

Use a publicidade para diferentes fins como:

  • impulsionar uma publicação;
  • aumentar o tráfego do site;
  • incentivar a interação da sua audiência com conteúdos ricos, como e-books;
  • o download e uso de um aplicativo.

Abusar das postagens de caráter publicitário

Se por um lado você pode usar campanhas de anúncios para fortalecer a sua marca nas redes sociais, por outro, ninguém está interessado em receber apenas conteúdos publicitários. O Ponto Frio, por exemplo, por ser um e-commerce, poderia concentrar suas estratégias para divulgar produtos e promoções, o que seria negativo para a marca.

Entretanto, a empresa decidiu desenvolver um personagem: o Pinguim, que faz postagens com bom humor, usando referências com temas da atualidade. Claro que para isso é preciso, além de definir a personalidade da marca, descobrir quem é a persona do negócio e quais são suas preferências, áreas de interesses, dentre outros detalhes.

Esquecer os usuários que já se converteram em clientes

Você atrai os leads certos para o seu funil de vendas e consegue fechar negócio. E após isso, existe um planejamento para o pós-venda? Usando o marketing nas redes sociais você pode otimizar o seu CAC (custo de aquisição do cliente), criando ofertas para aumentar o ticket médio.

Além disso, ninguém melhor que seus clientes para apresentar as vantagens da sua marca e indicar seu mix de produtos e serviços para outros prospects. Garanta a satisfação do consumidor e estimule as vendas dando atenção para o seu cliente.

Desconsiderar a conexão entre o marketing nas redes sociais e outras ações

Você deve ter percebido que em diversos momentos falamos sobre a personalidade da marca. É porque, apesar de ser fundamental adaptar a sua comunicação com o formato da mídia social, é muito importante ter uma coerência da marca. Descubra quais valores sua empresa deseja transmitir e defina qual tom será usado.

Dessa forma, você padroniza sua comunicação e ainda aumenta a identificação com outras ações em eventos, lojas físicas ou mesmo no próprio site da empresa. Um jeito interessante para fazer isso é apostando em uma identidade visual forte e presente em todas as estratégias.

Negligenciar o desempenho da marca

Sua performance nas redes sociais pode ser acompanhada em tempo real. Defina o que será mensurado, qual a frequência para análise e monitore suas estratégias, menções da marca e hashtags usadas. Dessa maneira, você entenderá o que está funcionando, quais as melhores ações e ainda terá insights para otimizar suas campanhas.

Viu como o marketing nas redes sociais, apesar de ser uma ferramenta fundamental para a sua marca, pode criar imagens negativas caso não haja o planejamento correto? É importante reunir as informações em um briefing, entendendo também quem é a persona do seu negócio e posicionando a sua empresa de acordo com o propósito da marca.

Analise as métricas relevantes de acordo com os objetivos da campanha e use as técnicas que funcionam para o seu público-alvo.

Para descobrir a eficiência das suas ações de marketing nas redes sociais, é importante saber calcular o ROI dessas mídias. Confira nosso artigo sobre o assunto para saber como identificar possíveis falhas e otimizar suas campanhas!

Related Posts

share
× Posso Ajudar?