Estratégias de branding precisam, sim, ser a longo prazo; entenda! -– Digital Land

Estratégias de branding precisam, sim, ser a longo prazo; entenda!

Estratégias de branding precisam, sim, ser a longo prazo; entenda!
"Apróx. 6 min de leitura".

Uma marca não nasce da noite para o dia. O processo de criação exige estudos de mercado e o desenvolvimento de estratégias de branding que posicionem a empresa onde seus dirigentes a esperam.

Esse processo, ao contrário do que algumas pessoas podem pensar, não se resume ao design de um logo e slogan. A gestão da marca é um processo contínuo, estratégico e ajuda a empresa a se estabelecer perante clientes, fornecedores e acionistas.

Você quer aumentar a percepção de valor da sua marca no mercado? Então acompanhe este artigo e saiba por que as estratégias de branding são de longo prazo, sua relação com o marketing de conteúdo e o universo digital.

O sucesso não é imediato

A boa construção de uma marca é essencial para elevar as chances de êxito de uma empresa, reunindo diversos elementos — utilizados em conjunto — para comunicar seus valores organizacionais.

O branding, ou gestão de marca, facilita o posicionamento no mercado e a inovação ao longo do tempo, sem perder a essência da empresa. As estratégias de marketing e comunicação precisam ser, portanto, consistentes, fortes e capazes de ressoar com o público-alvo. Isso exige a construção de um planejamento que responda a perguntas como:

  • Quem é o público-alvo?
  • Qual é a história da marca?
  • Qual é a personalidade da empresa?
  • Quem são os competidores?
  • Quais são os diferenciais competitivos da marca?
  • Em quais canais investir?
  • Como mensurar o sucesso da marca?
  • Por qual razão a marca existe? Que problema ela soluciona?
  • Que linguagem e tom de voz utilizar nas estratégias de conteúdo?

Saber responder com clareza a perguntas como essas ajudará a empresa a definir seus objetivos (que devem ser mensuráveis e realizáveis), saber como gerar valor para o público-alvo e analisar o sucesso de suas campanhas.

Somente depois de entender bem o mercado, conhecer bem as oportunidades existentes e saber como mensurar os resultados, a empresa poderá definir seu posicionamento.

Assim, terá a oportunidade de estudar como alcançar seu público por meio de elementos de design (como logo, tipografia, cores, ilustrações, site) e estratégias de conteúdo, de maneira que comunique com eficiência os valores e missão da sua marca.

A estratégia de branding e o marketing de conteúdo

Após descobrir as oportunidades e escolher um posicionamento de mercado, a empresa pode trabalhar nas campanhas. Um tipo que merece destaque nesse contexto são as estratégias de marketing de conteúdo.

A razão disso é muito simples: por meio de seus textos, e-books, mídias sociais, vídeos, anúncios, propagandas e qualquer outro ponto de contato entre a empresa e seu público-alvo, haverá conteúdo envolvido — que pode ser utilizado para construir empatia com a audiência.

A contagem de histórias (storytelling) é um elemento essencial para a construção de um rapport, cativar as pessoas e indicar se a marca está no caminho correto em suas estratégias de branding. A iniciativa proporciona uma boa uma experiência ao cliente e gera valor afetivo.

Portanto, criar conteúdo que aborde os problemas da persona e as possíveis soluções, ao mesmo tempo em que expressa a missão e os valores da empresa, pode ser interessante.

A empresa, de modo ideal, deve conseguir comunicar a razão de sua existência, seus valores e sua missão em poucos elementos, de maneira objetiva, memorável e inspiradora.

O equívoco em ignorar o universo digital

Analisar os canais digitais também é muito importante, mesmo para as empresas que não vendem diretamente pela internet, já que sua audiência, certamente, a utiliza para consumir conteúdo, buscar por produtos e serviços e engajar com suas marcas favoritas nas redes sociais.

Além de entender melhor o público-alvo, utilizando soluções como o Facebook Audience Insights, a marca pode ser encontrada pelo cliente no Google e em redes sociais, como o YouTube ou Instagram, por exemplo — sem precisar investir muito para isso.

A facilidade de acesso à internet aumenta a competitividade no mercado, que globaliza o comércio e, portanto, estar online é essencial, mesmo para empresas locais.

As possibilidades de segmentação de campanhas é outro grande benefício de investir em campanhas de marketing digital — que costumam ser de baixo custo e alta eficiência, principalmente se comparadas às estratégias mais tradicionais, como panfletos e outdoors.

O diferencial de contratar uma agência de marketing digital

A transformação digital está fazendo com que muitas empresas inovem seus processos e, assim, continuem competitivas no mercado. Porém, para algumas companhias, essa adaptação pode ser mais complicada devido à falta de pessoal especializado. Nesse sentido, uma agência de marketing digital pode ajudar.

Primeiro porque o mercado está bastante competitivo e é preciso se diferenciar das estratégias comuns. Uma agência cria projetos para diversas empresas, de diferentes segmentos e, assim, conhece abordagens e clichês que já não despertam nenhum interesse no consumidor.

Seus colaboradores são experientes, capacitados e costumam ter cargos e carreiras variadas, incluindo designers, programadores, jornalistas e desenvolvedores de sites, que unem seus conhecimentos para comunicar, da melhor forma, a mensagem da marca.

Naturalmente, também podem ajudar na criação de logo, fontes e cores que sejam consistentes com os valores da empresa e configurem uma identidade visual — ações que fortaleçam a imagem institucional e a comunicação com a audiência, inclusive com seus colaboradores (endomarketing).

A mensuração de resultados também pode ser feita pela agência, que tem como principal objetivo aumentar os retornos sobre os investimentos de seu cliente, já que é assim que costuma mostrar seu valor.

A contratação de uma agência, portanto, pode ser viável para empresas que querem inovar suas estratégias de branding, mas não têm a equipe necessária, seja em número ou especialização, para contar com ajuda em todo o processo, desde o planejamento até a geração de resultados.

Entendeu por que a gestão de marca é um trabalho de longo prazo, que exige análises de mercado e investimentos constantes? Sem um planejamento, fica difícil saber o que o mercado precisa, as oportunidades existentes e como comunicar os diferenciais da empresa para o público ideal. Se você sentir necessidade, reavalie suas estratégias de branding para descobrir chances de inovar.

Você quer ter mais dicas sobre marketing digital? Então aproveite e se conecte conosco no LinkedIn, Twitter e Facebook e receba mais conteúdos a respeito do assunto.

Related Posts