Olhando por dentro: como funciona uma agência de marketing digital? -– Digital Land

Olhando por dentro: como funciona uma agência de marketing digital?

Olhando por dentro: como funciona uma agência de marketing digital?
"Apróx. 6 min de leitura".

Há uma grande curiosidade sobre como funciona uma agência de marketing digital. Isso porque essas empresas criativas estão constantemente oferecendo resultados para seus clientes através de estratégias muito bem executadas. 

Pensando nisso, reunimos as principais informações que sanam essas dúvidas neste conteúdo. Confira!

Como são realizados os projetos de uma agência?

A primeira etapa no processo de criação de um projeto é a construção de um briefing — um documento conciso com as principais informações do projeto. Este documento será o direcionador de todo o projeto de marketing. Por isso, a primeira etapa é de muita importância. 

Em um segundo momento, esse documento é repassado aos profissionais de criação específicos. Isso porque um projeto pode demandar diferentes especialidades, desde ilustração em vetores até conteúdo para e-mail.

Em seguida, o atendimento publicitário responsável pela conta aprova e repassa para o cliente. Após a aprovação, o material entra para veiculação.

Um ponto importante a ser destacado é que em algumas empresas todo esse processo acontece através de um sistema de gestão que automatiza e documenta cada estágio e promove uma comunicação mais organizada.

Quais os departamentos e profissionais que trabalham em uma agência?

Vamos conhecer mais profundamente os departamentos e profissionais que trabalham nessas empresas criativas.

Atendimento

O departamento de atendimento publicitário é o que possui o primeiro contato com o cliente. O setor produz os briefings das demandas e repassa para os setores internos da empresa. 

Além disso, em agências tradicionais, o atendimento atua quase como um profissional de sucesso do cliente. Afinal, ele é o responsável por manter o cliente feliz e satisfeito com as entregas e também por propor novas contratações de planos, jobs, execução de campanhas e também por ouvir as possíveis reclamações.

Planejamento

Com o briefing em mãos, os profissionais do setor de planejamento iniciam o processo de montagem do fluxo de trabalho e analisam o que será internalizado e o que precisará da contratação de terceiros.

Criação

No setor de criação é onde estão os designers, ilustradores, editores de vídeo e todos os profissionais que dão vida ao briefing e ao planejamento anteriormente criado. 

Tráfego

Para organizar as demandas da agência, que são muitas, existe um profissional apelidado de tráfego. Em algumas empresas criativas, esse profissional trabalha em parceria com um software de gestão, em outras ele é até substituído pelo sistema e em um terceiro contexto esse colaborador trabalha sozinho com recursos limitados, como e-mails e planilhas.

Mas, em todos os três cenários, o foco é o mesmo: organizar as prioridades da agência. O tráfego recebe a listagem de todas as demandas dos profissionais de atendimento, organiza por prioridade e afinidade de cada criativo.

Por exemplo: se há um designer que costuma acertar muito com um determinado cliente, o profissional de tráfego, pensando na satisfação dessa conta, tenta colocar a demanda na listagem desse criativo, e, em seguida, repassa a lista de tarefas para o departamento de criação.

Redação

Em uma agência de publicidade, pode existir também o departamento de redação. A seguir, listamos alguns detalhes de cada tipo de redação. Dependendo da especialidade da empresa, é possível existir apenas um ou até todos os tipos nela.

Redação publicitária

Popularmente, uma boa campanha publicitária é aquela com um mote criativo, que chama a atenção e gruda no cérebro. É criada pelo redator publicitário.

O foco desse profissional não é criar grandes textos. Mas, sim, pequenos e muito impactantes. Alguns exemplos são:

  • roteiros;
  • jingles;
  • frases de impacto;
  • slogans.

Geralmente, esses redatores são formados em Publicidade e Propaganda ou áreas correlatas e têm uma veia criativa considerável.

Redação jornalística

Ao contrário do redator publicitário, o jornalístico tem o foco de criar releases, matérias institucionais, notícias e conteúdos grandes e ricos. Esse material pode ser veiculado em jornais, revistas ou até mesmo em portais de notícias.

De forma geral, esse profissional é formado em Letras, Jornalismo ou áreas correlatas e têm um perfil muito focado em detalhes do texto, na construção textual e um amplo conhecimento de português e redação no geral.

Marketing de conteúdo

Dependendo da especialidade da empresa, é possível encontrar um departamento de marketing de conteúdo. Este, por sua vez, é uma mistura dos dois anteriores, mas com uma pitada de técnica de SEO e Copywriter. 

O setor de marketing de conteúdo tem o foco de produzir material para que os canais online da empresa conquistem tráfego, tanto através dos motores de buscas, como o Google, quanto em redes sociais, como o Facebook e LinkedIn.

Aqui, podem ser encontrados profissionais com formação das mais diversas áreas, dependendo do nicho de mercado que a empresa atua. Às vezes, estagiários de engenharia, formandos em administração e profissionais entusiastas de marketing sem formação mergulham no setor para se tornarem especialistas em marketing de conteúdo.

Social Media

As mídias sociais requerem dos profissionais que as gerenciam um bom conhecimento técnico. Por isso, para que uma agência ofereça bons serviços ao mercado, é necessário contar com especialistas que:

  • fiquem atentos às novidades das redes — como as constantes mudanças no algoritmo do Facebook;
  • saibam gerar relatórios consistentes de resultados — para não ocorrer erro de análise, como acontece diariamente em muitas empresas;
  • saibam trabalhar a segmentação do público para impulsionar a verba da forma mais inteligente possível —  para não investir verba em perfis que adicionam cargos fictícios, por exemplo, mas atingir reais donos de empresas, etc.

Análise de dados

Algumas agências ainda contam com um departamento focado em analisar dados. Sem dúvidas, trabalhar com informações dos clientes, prospects e criar fluxos de automação e funis de venda baseados em dados são passos certeiros para a aquisição de resultados.

Quais os benefícios de se contratar uma agência?

Melhor custo-benefício

Para executar uma boa estratégia, é necessário contar com bons especialistas por trás da execução. Porém, o processo de encontrar esses profissionais, contratá-los e mantê-los é custoso e nem toda empresa tem esse caixa. 

Porém, através da terceirização é possível contar com o trabalho desses profissionais a um custo relativamente baixo.

Experiência e bagagem

Montar uma house interna é sinônimo de que ela precisará patinar muito até aprender as ações que darão certo para a empresa. Por outro lado, uma agência já teve boas experiências com empresas similares a sua e pode usar essa bagagem em prol da execução de sua estratégia.

Foco no core value

Tirar o foco do que gera valor para a sua empresa é perigoso. Terceirizar o processo de marketing digital para uma agência é interessante já que sua empresa foca no que ela foi criada para fazer e não gasta energia para aprender algo que não vai agregar no produto ou serviço disponibilizado para o mercado.

Agora que você sabe como funciona uma agência de marketing digital e conhece os departamentos e profissionais que atuam nessas empresas criativas, que tal entrar em contato conosco e bater um papo?