NDA marketing: veja quando o termo de confidencialidade é necessário! -– Digital Land

NDA marketing: veja quando o termo de confidencialidade é necessário!

NDA marketing: veja quando o termo de confidencialidade é necessário!
"Apróx. 6 min de leitura".

O NDA marketing ou termo de confidencialidade, também conhecido como Noun Disclousure Agreement, é fundamental para proteger informações relevantes sobre a empresa. Se por um lado você contrata uma agência pensando em destacar a marca e gerar visibilidade para o público, por outro a exposição de determinados dados podem causar prejuízo à imagem do seu negócio.

Também conhecido como acordo de sigilo, o NDA é um documento jurídico que serve para garantir que você poderá desenvolver as estratégias sem colocar em risco as informações que não podem vazar por um determinado período (como é o caso em lançamento de produtos) ou mesmo sem um prazo de validade (processos e diferenciais competitivos próprios da empresa). Leia este artigo e descubra mais sobre o termo de confidencialidade e quando é preciso fazer um!

O que é NDA marketing?

A transformação digital favoreceu muitos processos dentro de um negócio ou entre a empresa e seus fornecedores. Por um lado, isso foi muito positivo, pois permitiu um lugar ao sol para empresas de todos os portes, criando suas próprias estratégias e se relacionando diretamente com o público. O problema é que isso pode gerar efeitos negativos, quando não há respeito entre as parcerias.

Vamos apresentar dois exemplos para ilustrar como essas informações precisam ser resguardadas e que sua violação pode afetar pequenas, médias e grandes empresas.

  1. Você decide impulsionar os resultados do negócio e melhorar o relacionamento com o público apostando em uma estratégia de e-mail marketing. Para isso, você contrata uma agência e fornece o perfil do seu público, estatísticas de desempenho, campanhas de sucesso e, é claro, os leads da sua empresa. Todos esses dados, principalmente o último, precisam ser resguardados e seu mal uso pode gerar problemas, desde a espionagem da concorrência até a venda ilegal da sua lista.
  2. Duas grandes empresas decidem fazer uma joint venture, criando um produto — um exemplo real dessa prática foi a Nokia, que se uniu à Siemens em 2006, para desenvolver o Nokia Siemens, sucesso no segmento de telefonia da época. Assim, a agência tem acesso não só às informações de cada negócio, como também ao novo projeto, que precisa de total sigilo enquanto não é oficialmente lançado.

Apesar de o recorte do NDA ser entre empresas, vale ressaltar que essa é uma prática que tem sido refletida em toda a sociedade com a popularização da internet. Tanto que algumas leis têm sido promulgadas para amparar as pessoas físicas. Um exemplo disso é a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), que foi aprovada em 2018 com o objetivo de assegurar as informações de usuários das redes sociais.

Quais são os objetivos de fazer um termo de confidencialidade?

Esse documento pode servir para assegurar o sigilo das informações entre a sua equipe interna  ou compartilhada com outros fornecedores como prestadores de serviço de e-mail marketing, hospedagem de site e gráficas.

A ideia é impedir o vazamento de informações essenciais do negócio, sobre suas estratégias ou desenvolvimento de produtos. Principalmente quando esses dados ficam disponíveis para a concorrência (mesmo que não ocorra de maneira intencional). Assim, o objetivo é encontrar soluções legais de acordo com o documento que for desenvolvido como:

  • pagamento de multas;
  • processos administrativos ou jurídicos;
  • outras disposições legais.

O que deve constar no termo de sigilo?

Apesar de ser um documento com o objetivo claro de impedir o compartilhamento de informações estratégicas da empresa, existem alguns termos que precisam estar presentes, como:

  • objetividade e clareza sobre o que é assunto confidencial, facilitando para que a outra parte assimile qual é o conteúdo que deve ser mantido em caráter secreto;
  • apresentação do que não entra nesse termo, ou seja, assuntos que são irrelevantes para se tornarem sigilosos, ou mesmo que esbarrem em alguma situação que não se pode manter o sigilo;
  • período de vigência do termo. Apesar de algumas pessoas acreditarem que deveria valer para sempre, é importante determinar qual o prazo em que o termo terá validade. Isso costuma variar em torno de 5 anos;
  • caráter do documento, se ele é unilateral ou bilateral. Principalmente no caso em que mais de uma empresa se encontra envolvida, como foi o caso do exemplo que demos da joint venture entre a Nokia e a Siemens, certamente, ambas têm o interesse de que a outra também cumpra com o NDA marketing;
  • sanções aplicadas em caso do descumprimento, bem como os direitos e obrigações de cada uma das partes.

Em que condições o termo de confidencialidade com a agência de comunicação é vantajoso?

São muitos os benefícios percebidos ao contar com um documento para resguardar as informações importantes da sua marca. Confira, a seguir, os principais motivos para desenvolver esse termo de confidencialidade para a sua empresa:

  • controle: com tantos processos, estratégias e dados que envolvem a rotina de uma organização, saber o que é guardado dentro da própria empresa e quais informações são compartilhadas, ajuda a ter coerência e trabalhar o branding, posicionando a marca no mercado;
  • segurança: fazendo com que todos os envolvidos no projeto estejam confiantes que a ideia desenvolvida ou as informações cruciais se encontram protegidas;
  • vantagem competitiva: afinal, suas técnicas e diferenciais não serão expostos para os seus concorrentes.

Será que a sua empresa precisa desenvolver um NDA marketing?

O termo de confidencialidade pode parecer excelente para todas as ocasiões. Afinal, algo que permita que você mantenha controle, segurança e vantagem competitiva sobre o que é desenvolvido dentro da empresa parece realmente fundamental. Entretanto, existem alguns pontos que você precisa perceber antes de desenvolver um contrato desses. Um deles é observar se as características das informações já não são de conhecimento público, por exemplo.

Além disso, resguardar informações que não são consideradas sigilosas, tem a chance de confundir os envolvidos sobre a relevância do que deve ser mantido em segredo e o que pode ser compartilhado, perdendo o impacto do termo.

Imagine o impacto de startups como Netflix ou Facebook sem a presença desse tipo de documento? Certamente o NDA marketing; termo de confidencialidade pode e deve ser usado independentemente do porte da empresa, desde que você tenha consciência da importância de criar o sigilo e as consequências do vazamento da informação.

Caso você queira entender mais sobre como esse termo funciona na contratação de parceiros que impulsionam a estratégia digital do seu negócio, entre em contato com a gente. Teremos prazer em falar sobre esse assunto e analisar se o NDA marketing é relevante para sua empresa!

share
× Posso Ajudar?