Saiba como construir uma estratégia de e-commerce mobile para o seu negócio.– Digital Land

Seu negócio na web: como construir uma estratégia de e-commerce mobile

Seu negócio na web: como construir uma estratégia de e-commerce mobile
"Apróx. 3 min de leitura".

O e-commerce mobile nunca esteve em tamanha evidência. Não é para menos, pois, segundo o IBGE, os smartphones passaram a ser o principal dispositivo dos brasileiros para se conectarem à internet: 92,1% dos domicílios acessam a internet, principalmente, pelo celular.

O que isso influencia na estratégia dos negócios virtuais? Em linhas gerais, é preciso ter um site responsivo, capaz de oferecer boa navegação, ser ágil no carregamento e apresentar uma UX (User Experience: experiência do usuário) que corresponda às necessidades do consumidor.

É preciso criar um ambiente agradável, bem como um caminho capaz de estimular e conduzir o consumidor até a compra.

Neste post vamos elucidar alguns pontos importantes na elaboração de uma estratégia mobile eficiente. Saiba mais!

 

1. Planeje a sua estratégia

Comece colocando no papel tudo aquilo que gostaria que estivesse presente no site mobile do e-commerce. Você pode (e deve) traçar metas e desenhar um escopo, tanto quanto analisar o que está dando certo e o que precisa ser aperfeiçoado em relação ao que já dispõe.

Se todas as implementações e mudanças não puderem ser feitas de imediato, estabeleça um cronograma.

 

2. Facilite a navegação

A UX visa facilitar a vida do consumidor. No e-commerce, isso significa que o layout deve ser intuitivo, com ferramentas visíveis e fáceis de usar, boa velocidade de carregamento das páginas e facilidade de acesso. Veja o que é relevante nesse quesito:

  • layout limpo, com poucos banners e botões fáceis de ser identificados;
  • páginas responsivas para acompanhar os mais variados tamanhos e resoluções de tela;
  • poucos scripts por trás das páginas para evitar o uso em excesso de dados, o que vai influenciar no carregamento das páginas;
  • uso de bons servidores para tornar o carregamento mais rápido, mesmo com vários acessos  simultâneos;
  • filtros de busca para separar os produtos conforme preferências, como preço, cor, tamanho e outras características;
  • login social para encurtar formulários de cadastro;
  • indicação de produtos similares e complementares aos que estão sendo observados pelo cliente;
  • testes  A/B para dar respaldo às decisões.

3. Seja Cross Channel

Trata-se de uma prática que se utiliza de vários tipos de mídia para atingir nichos e consumidores.

É  ainda mais do que apenas estar presente nas redes sociais, ter anúncios nos buscadores, ter uma newsletter, entre outros. É buscar o alinhamento das campanhas, a interação com o público, respondendo aos seus anseios e questionamentos.

 

4. Mensure os resultados

De pouco adiantam os esforços de marketing e para tornar o site responsivo se o e-commerce não mensurar os resultados, não saber de onde o cliente veio, o que chamou a atenção dele, os motivos pelos quais foi embora, o número de conversões, o retorno do investimento, entre outras métricas.

Acontece que as métricas ajudam na tomada de decisões, no entendimento da estratégia e no conhecimento do que precisa ser melhorado. Na ausência das métricas, é impossível garantir a assertividade do planejamento do e-commerce mobile.

Gostou do nosso artigo? Então, entre em contato conosco e veja como podemos ajudar em sua estratégia.

Related Posts

share
× Posso Ajudar?