O que é UX design e por que é importante -– Digital Land

O que é UX design e por que é importante

O que é UX design e por que é importante
"Apróx. 9 min de leitura".

O UX Design, ou User Experience Design, é uma área da comunicação que abrange todos os aspectos da interação do usuário com a empresa, a marca, seus serviços e produtos.

 

É um assunto muito abordado entre os designers e gestores do meio digital e um trabalho muito importante para as empresas que têm seus serviços divulgados na internet. Afinal, o que vale mais sempre é a experiência do consumidor ou usuário.

 

Para entender melhor sobre esse conceito, sua importância nas estratégias de marketing e vendas e suas aplicações dentro de um negócio, acompanhe este guia!

 

O que é UX Design?

Com as mudanças trazidas pela transformação digital, um aspecto fundamental para a sobrevivência de um negócio é a satisfação do cliente frente aos serviços utilizados.

 

Isso porque as mídias digitais favoreceram grandemente o poder de escolha do consumidor, que hoje tem acesso a todas as informações que precisa para comparar produtos e marcas antes de optar pela compra.

 

Nesse sentido, pensar na qualidade da experiência do usuário é a chave para o sucesso de uma estratégia de marketing ou de vendas. O UX Design surge, portanto, como um meio de favorecer essa comunicação entre empresa e cliente, seja ela online ou não.

 

O sucesso nessa etapa da interação pode garantir a fidelização do público e o estabelecimento da marca, como falaremos mais adiante.

Qual é a diferença entre UX Design e UI Design?

Existe uma pequena confusão na concepção dos conceitos de UX e de UI Design, pois a maioria das pessoas entende a experiência do usuário como a sua reação diante de determinada interface, somente.

 

Diante disso, passam horas discutindo qual o melhor layout para determinado público. O UX Design, no entanto, vai além dos elementos de estética ou usabilidade — esses pontos fazem parte e são importantíssimos, mas não são os únicos. A experiência do usuário deve ser pensada de uma forma muito mais ampla.

 

Faz parte desse planejamento:

  • a análise do mercado e da concorrência;
  • a identificação de tendências;
  • o reconhecimento do perfil do cliente;
  • o estudo do comportamento do usuário;
  • a adequação dos produtos e serviços;
  • o desenvolvimento de conteúdos;
  • a interação pré e pós-venda.

 

Aquela discussão sobre o layout deve estar dentro de outro conceito — o User Interface (UI), que é outra história.

Características do UI Design

Apesar de haver um relacionamento aberto com o UX, pode-se dizer que o UI é um dos caminhos para transmissão de sentimentos e emoções com a marca, serviço ou produto.

 

Aqui, o principal aspecto a se levar em conta é a interação com as diferentes interfaces propriamente ditas, isso inclui a navegação no site, app ou software da empresa.

 

Enquanto isso, o UX Design é mais amplo. Ele se refere à experiência do consumidor de forma geral, contemplando desde uma análise de dados, para entender as tendências de comportamento do consumidor, até o mapeamento da jornada de compra.

 

De forma geral, um complementa o outro, sendo que o design das interfaces reflete as informações obtidas a partir do estudo com o UX Design.

Qual é a importância do UX Design em um negócio?

Um dos maiores erros do marketing tradicional é não dar a devida importância para o consumidor e suas particularidades. O trunfo nas estratégias digitais está justamente na atenção dedicada ao estudo do público.

 

Isso acontece por um motivo: com a nova realidade virtual, as pessoas têm um poder de decisão potencializado. Cada mínimo detalhe pode contribuir para a finalização da compra ou para a escolha de outro site que oferece o mesmo serviço.

 

Vamos pensar juntos. Quando entramos em um site desorganizado, mesmo que haja a oferta de um produto de qualidade e por um preço bacana, não conseguimos dar credibilidade à marca. O oposto também acontece!

 

Nossa experiência com a empresa vai desde o layout do site, o recebimento de e-mails e leitura de um blog relevante, até a presença digital nas redes sociais. Tudo interfere na nossa percepção da marca e contribui consideravelmente para a nossa decisão de compra.

 

Levando isso em conta, você tem alguma dúvida de que o UX Design pode fazer toda a diferença nas suas estratégias de venda? Lembre-se de que a primeira impressão é sempre a que fica!

Impactos do UX Design nos resultados de vendas

Quer mais motivos para investir no UX Design? É só refletir um pouco. Colocar a experiência do usuário como prioridade no seu negócio é determinante para:

  • aumentar a confiabilidade na sua marca;
  • agregar mais valor para o seu produto;
  • seduzir mais público e conquistar de vez os clientes;
  • gerar credibilidade para seus serviços;
  • refinar suas campanhas.

 

Viu só como o UX Design pode ser maravilhoso em uma estratégia de vendas? Assim como uma experiência negativa pode ditar definitivamente sua relação com o cliente, a positiva é decisiva na mesma proporção.

 

O User Experience otimiza o relacionamento com o cliente de uma forma geral. Com tanta satisfação, o seu consumidor ainda fará questão de divulgar o seu produto.

 

Isso significa que, como se não bastassem todos esses benefícios, você ainda ganha uma publicidade gratuita, o famoso boca a boca — a mais eficaz de todas as ações de marketing.

Como trabalhar o UX Design?

O requisito básico para um excelente UX Design é atender às necessidades e particularidades do consumidor, garantindo uma experiência positiva ao usuário. Para fazer isso, algumas etapas devem ser seguidas:

1. Segmente seu público

 

O primeiro passo para oferecer uma boa experiência ao usuário é, claro, conhecê-lo. Afinal, as necessidades e preferências de um grupo podem ser totalmente diversas das de outro. Como você poderá agradar sem conhecer os gostos do seu cliente?

 

Portanto, antes de qualquer coisa, segmente seu público e defina uma persona para a sua estratégia. Com um perfil de cliente bem definido, você conseguirá seguir os próximos passos com muito mais precisão.

2. Faça um diagnóstico de comportamento

Sabendo quem você quer atingir, você deve, agora, observar as tendências de comportamento do seu usuário. O que ele gosta de ver? Qual layout é mais útil no caso dele? Ele navega mais pela web ou pelo app? Quais suas maiores necessidades?

 

Para facilitar, você pode até utilizar técnicas de testes A/B para captar as informações mais relevantes e elaborar um diagnóstico acertado do que precisa ser feito para garantir a satisfação.

3. Estabeleça objetivos e metas

Em seguida, você deve estabelecer alguns objetivos claros a partir das análises feitas até então. Sem uma meta para guiar os seus esforços, fica mais difícil definir as etapas da estratégia.

 

A correta execução de qualquer tarefa está intimamente ligada à possibilidade de mensurá-la, ou seja, quando não temos limites ou alvos a serem perseguidos, é mais complicado achar o caminho correto.

4. Melhore seus serviços e interface

Tendo tudo isso em mãos — definição de público, reconhecimento dos padrões de comportamento e estabelecimento de objetivos —, está na hora de colocar a mão na massa.

 

Uma das suas maiores preocupações deve ser com a usabilidade dos seus sistemas, sejam eles digitais ou não. Portanto, atente-se nos diferentes meios pelos quais o seu cliente chegará até o produto.

 

São aplicativos web ou híbridos, atendimento por telefone, navegação na loja virtual, relacionamento nas mídias sociais etc. Tudo isso deve ser acessível ao usuário.

5. Invista nos elementos visuais

É claro que a aparência não pode ficar de fora do planejamento. É necessário usar elementos visuais, diagramação e arquitetura que realmente reflitam o que o usuário espera para construir um design eficaz na comunicação.

 

Usar um pouco de minimalismo também é importante — a simplicidade e a elegância produzem uma linguagem que transmite o sentimento de importância e de posse ao usuário em relação à empresa.

6. Integre as equipes

Vale lembrar que o trabalho de um bom UX Design vai além da experiência com o usuário. Sim, esse é um processo que envolve toda a equipe digital! Por isso, vale investir em ferramentas de comunicação para aumentar a sintonia entre os times.

 

Quase sempre é necessário, também, realizar reuniões com o planejador, os programadores, os gerentes de marketing digital, de projetos e de vendas para definirem, juntos, os próximos passos para a otimização das estratégias da empresa.

7. Monitore os resultados

Segundo um artigo da Smashing Design, uma experiência não pode ser desenhada. Mas existem inúmeras técnicas e metodologias que podem impactar de maneira positiva e fazer a diferença.

 

Lembre-se de que as necessidades do seu público podem mudar a qualquer momento, devido a inúmeros fatores. Por isso, faça testes constantes e esteja de olho nas novas tendências de UX Design.

 

Somente assim você estará sempre um passo à frente de seu usuário, garantindo uma experiência positiva em todas as situações.

 

Para finalizar, veja um vídeo que trata um pouco sobre o que os profissionais de UX Design realmente fazem:

 

Resumindo a história, o UX Design é um trabalho que vai muito além de dar aos usuários o que eles querem — é um ciclo muito amplo e constante, que envolve testes de interatividade, recursos da navegação, análise de comportamento, estudo de origem e das taxas de conversões e, até mesmo, o que seu usuário fará depois de ter contato com a sua marca ou adquirido o seu serviço.

 

Agora, aprofunde-se ainda mais no assunto baixando nosso e-book sobre a influência da experiência do usuário nas decisões de compra!

Related Posts